SOBRE

Conheça aqui um pouco da minha História.

Desde muito cedo se sentiu seduzido pela percussão ao acompanhar de longe os ensaios da fanfarra municipal. Suprindo este fascínio pelos tambores, ainda com seis anos de idade, sua madrinha o presenteou com um surdo, alavancando o seu ingresso junto a fanfarra da cidade, onde permaneceu durante anos tocando diversos instrumentos como zabumba, caixa, repique, corneta e lira cromática. Aos quatorze anos iniciou seus estudos de bateria, buscando orientação com músicos da região e em pouco tempo passou a tocar profissionalmente em algumas bandas de baile e duplas sertanejas, se apresentando em muitas cidades do interior. Anos mais tarde, teve seu primeiro contato com a música instrumental brasileira e o Jazz ao ingressar no renomado Conservatório Dramático e Musical de Tatuí, onde teve a oportunidade de se aperfeiçoar com grandes nomes da música como José Carlos da Silva, Cleber Almeida (Trio Curupira), André Marques (Hermeto Pascoal), Heraldo do Monte, Fábio Leal, entre outros.  

 

Em 2006 mudou-se para São Paulo com objetivo de buscar novos desafios e diferentes caminhos, ingressando na Faculdade de Música Carlos Gomes, onde graduou-se nos cursos de Bacharelado em Bateria e Licenciatura Plena em música. Durante este processo de formação, os laços se expandiram e o músico começou a se apresentar em casas de shows e teatros na capital paulista, onde dividiu palcos e gravações com Agnaldo Rayol, Joanna, Renato Braz, Celso Lago, Manolo Otero, Ivânia Catarina, Paulinho Pedra Azul, Zé Alexandre, André Marques, Heraldo do Monte e Alessandro Penezzi, Fabio Gouvea. Eduardo pós graduou-se em Música Brasileira e Educação musical pela Universidade Vale do Rio Verde (UninCor), e recentemente adquiriu o título de mestre em música pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Já teve oportunidade de excursionar mostrando seu trabalho como baterista em alguns países como Uruguai, Argentina, Espanha, Portugal, França, México, Jamaica, Marrocos, Gibraltar e Chile. 

Atuou como Diretor de Cultura no município de Santo Antônio do Jardim de janeiro de 2013 a dezembro de 2015, realizando festivais, oficinas e projetos culturais com propósito de fomentar a cultura local. É professor de bateria do Conservatório Municipal de Poços de Caldas desde 2014. Em dezembro de 2015 lançou seu primeiro disco solo intitulado "Enlevo dos Pinhais" ao lado de Paulio Celé (guitarra), Sá Reston (contrabaixo), Dô de Carvalho (saxofone), Reynaldo Izeppi (trompete) e participação especial do pianista André Marques (Hermeto Pascoal). Participou do XVI Prêmio BDMG Instrumental (abril/2016), integrando o grupo do bandolinista e compositor Marcos Ruffato, obtendo junto ao grupo o expressivo título ganhador do prêmio.

Em 2017 se consagrou como um dos vencedores do XVII Prêmio BDMG Instrumental dividindo o palco com os músicos Paulio Celé (guitarra), Sá Reston (baixo), Bernardo Fabris (sax e flauta) e Dô de Carvalho (sax e flauta). Em 2019 apresentou seu projeto autoral Eduardo Sueitt & Grupo no conceituado Encuentro Internacional de Musicos Jazz a la Calle em Mercedes-Uruguai, e ministrou uma série de oficinas sobre ritmos brasileiros no Projazz Instituto Profesional em Santiago do Chile, projeto viabilizado pelo programa Ibermusicas e Funarte. Ainda em Santiago, o músico esteve a frente de uma Master class sobre ritmos brasileiros direcionada à alunos da Universidad UNIACC.  

 

Eduardo Sueitt é uma das novas revelações da bateria brasileira! Um músico atento e dedicado que transpõe a barreira de seu instrumento, buscando inspirações mais profundas que o conecta com algo intocável, abstrato, que só materializa-se em combinações harmônicas e melódicas, que resultam em composições cuidadosas, expressando a real beleza que habita seu ser. 

Natural de Espírito Santo do Pinhal, foi na pequena cidade de Santo Antônio do Jardim, situada no interior de São Paulo, que o baterista se criou, fincou suas raízes e deu início à sua história musical. Diretamente influenciado pelo seu avô Irineu que era um apaixonado por música e dedilhava algumas notas ao violão.